ESS

O ESS (Eficien Surge Supressor)  é um equipamento multifuncional com atuação na proteção contra surtos transientes de tensão, além da correção do Fator de Potência, através da redução drástica da energia reativa (kVAr), sem acumulá-la.  Sendo de pequeno porte apresenta vantagem adicional de não amplificar as harmônicas.
Ess1.jpg
Ess4.jpg
ondas_site1.jpg
BENEFÍCIOS DO ESS
> Aumento da eficiência das instalações com a redução da Potência Reativa;
> Proteção contra surtos transientes de tensão, proporcionando redução de gastos com manutenção, menor número de paradas não programadas na atividade da empresa, aumento da produtividade e prolongamento da vida útil dos equipamentos e componentes eletroeletrônicos;
> Melhoria da corrente;
> Não há substituição de máquinas e equipamentos,
> Instalação em paralelo, não necessitando de interferências no circuito elétrico já existente.

 

TECNOLOGIA TVSS (SUPRESOR DE SURTOS TRANSIENTES DE TENSÃO)
> O equipamento ESS tem como função a proteção das cargas contra os surtos transientes de tensão.
> Transiente, em engenharia elétrica, é um surto de tensão elétrica que ocorre num intervalo de tempo muito pequeno; são um dos maiores causadores da queima de equipamentos eletrônicos e se apresentam de duas formas em um equipamento eletrônico:
 
Indução eletromagnética: Geralmente causada por raios que caem perto da rede elétrica e induzem uma diferença de potencial (DDP) muito alta na rede. Essa indução acontece quando uma corrente elétrica varia rapidamente, criando um campo eletromagnético que é absorvido pelos fios da rede elétrica ou telefônica,  os quais atuam como antenas.
 
Condução pela rede: O chaveamento de cargas fortemente indutivas, como os motores elétricos, gera transientes que são causados pela força contra eletro-motriz. Isso ocorre porque um indutor opõe-se à variação de corrente elétrica. Quando ocorre o desligamento de uma chave – eletrônica ou não – a energia armazenada sob a forma de campo magnético força a passagem de corrente em sentido inverso ao sentido original. O resultado é um pulso rápido de alta tensão, conhecido como “Spike”.
 
Existem sete anomalias na onda senoidal de tensão fornecida, conforme imagem abaixo, o equipamento ESS proporciona melhoria e proteção contra os surtos de tensão, transitórios oscilatórios de tensão, sobretensão momentânea e distorções harmônicas.
A tecnologia TVSS (Supressor de Surtos Transientes de Tensão) do ESS é responsável por suprimir os surtos transientes de tensão da rede com tecnologia a base de varistores, protegendo equipamentos contra danos e reduzindo os ruídos das linhas (protege até 6.000V de surto para os equipamentos ESS acima de 30kW).
Possui excelentes resultados em máquinas sensíveis, equipadas com chips e componentes digitais.

 

 

TECNOLOGIA RPC (CONTROLE DE POTÊNCIA REATIVA)
O ESS é composto por condensadores de ultima geração e não capacitores tradicionais.  Proporciona maior eficiência das máquinas, pela redução da potência reativa (melhoria do Fator de Potência).  O sistema corrige a defasagem das ondas de tensão e corrente no sistema elétrico, como podemos ver na ilustração abaixo:
Produtos-ESS-Modelo-ESS.jpg
Fator de Potência é a relação entre a potência ativa em kW e a potência total ou aparente em kVA. Pode ser medida através de um indicador de fator de potência ou indicador de cosseno Fi.
Como a potência reativa não é propriamente consumida, mas utilizada e depois devolvida, as concessionárias impõe limitações ao seu uso.
Atualmente a exigência é de que o fator de potência tenha o valor mínimo de 0,92, valores abaixo disso incorrem em multas por excedente reativo. Este valor de 0,92 significa na prática um consumo mínimo de 92% de potência ativa no consumo total da instalação.
 
FORMAS DE CUSTOMIZAÇÃO
> Capacidades entre 10kW e 1.000kW, podendo ser customizado de acordo com a carga. Contudo, equipamentos menores (até 300kW) são os mais utilizados, bem como a melhor eficiência e custo x benefício são encontrados em equipamentos acima de 30kW;
> Os equipamentos podem ser associados, o que representará, portanto, a soma das potências de cada ESS instalado;
> Modelos mais comercializados: 220V, 380V e 440V (contudo, podem ser customizados em outras voltagens, abaixo de 600V);
> Em casos específicos pode substituir o Banco de Capacitores,
> A correção do Fator de Potência pode ser automatizada através de timer, intertravamento com equipamento/máquina ou relé.
 
LOCAIS PARA INSTALAÇÃO DO ESS
As instalações são customizadas, sendo assim, para melhor definição do ponto de instalação é necessário analisar o QGBT (quadro geral), o QD (quadro de distribuição) e o QA (quadro de alimentação).
Quando a aplicação do ESS for em máquina operatriz, recomenda-se instalar no quadro de alimentação da mesma.